Cultura de plantas aromáticas, medicinais e condimentares – programação, organização e orientação

Duração: 50 horas

Área: Agricultura

E-learning

268 €

Condições especiais para empresas e ex‑formandos

UFCD: 7637

Ou ligue

261 856 919

Custo de chamada para a rede fixa nacional

935 108 235

Custo de chamada para a rede móvel nacional

Formação complementar para Jovens Agricultores beneficiários de apoios do PDR2020 e PEPAC 2023-2027.

Neste curso, aprenderá como programar e organizar as técnicas e operações para o cultivo de plantas aromáticas, medicinais e condimentares, de acordo com os princípios da proteção integrada.

Aprenderá também a completar o caderno de campo. A produção integrada implica determinadas obrigações e compromissos por parte dos agricultores, que devem ser registados em caderno próprio, denominado caderno de campo.

Público-alvo

Agricultores, produtores, Jovens Agricultores com projetos PDR2020 aprovados ou em fase de aprovação e PEPAC 2023-2027.

Requisitos mínimos

Idade superior a 18 anos.

Perfil de saída

Para beneficiarem dos apoios no âmbito do PDR2020, os Jovens Agricultores devem possuir formação agrícola adequada. Se não a tiverem, de acordo com a portaria n.º 35/2015 de 12 de fevereiro, devem adquirir formação de base até 12 meses após aprovação do apoio. Bem como formação complementar na área da produção agrícola ou animal diretamente relacionada com o setor do investimento e/ou na área de gestão, com duração mínima de 150 horas, no prazo máximo de 24 meses a contar da data de aceitação da concessão do apoio.

Objetivo geral

  • Programar e organizar as técnicas e operações culturais da cultura de plantas aromáticas, medicinais e condimentares, segundo os princípios da proteção integrada.
  • Orientar a execução das operações culturais da cultura de aromáticas, medicinais e condimentares, segundo os princípios da proteção integrada.
  • Preencher o caderno de campo.

Programa

  • Plantas aromáticas, medicinais e condimentares
    • Importância económica e regiões de maior produção
    • Principais países produtores e consumidores
  • Agroecossistema, botânica e fisiologia das plantas
  • Exigências edafoclimáticas
  • Espécies de plantas aromáticas, medicinais e condimentares
    • Características e ciclos
    • Critérios de escolha de espécies
  • Instalação da cultura
    • Sistemas de cultivo – ar livre e sob abrigo
    • Abrigos materiais, coberturas, dimensões e instalação
    • Escolha do local
    • Desinfeção do solo
    • Rega e drenagem
    • Preparação do solo
    • Fertilização
    • Sementeira/plantação/transplantação
    • Instalação do sistema de tutoragem
    • Sistema de propagação
  • Condicionamento ambiental dos abrigos
  • Manutenção e condução da cultura
    • Cuidados pós-plantação
    • Fertilização
    • Rega e fertirrigação
    • Amanhos culturais
  • Proteção integrada da cultura da cultura
    • Inimigos das culturas – pragas, doenças e infestantes
    • Estimativa de risco e nível económico de ataque (NEA)
    • Meios de luta a utilizar – direto e indiretos
    • Luta química – produtos fitofarmacêuticos (PF) permitidos em proteção integrada da cultura
    • Enquadramento legislativo
    • Critérios adotados na seleção de produtos fitofarmacêuticos
    • Substâncias ativas e respetivos produtos comerciais permitidos
  • Auxiliares e efeitos secundários dos produtos fitofarmacêuticos
    • Grupos de artrópodes auxiliares mais importantes
    • Efeitos secundários das substancias ativas e dos respetivos produtos fitofarmacêuticos
    • Guia de proteção integrada das culturas
    • Redução do rico no armazenamento e na aplicação de produtos fitofarmacêuticos para o consumidor, para o ambiente, as espécies e os organismos não visados e o aplicador
    • Máquinas de aplicação de produtos fitofarmacêuticos e equipamentos de proteção individual (EPI)
    • Inspeção e calibração das máquinas de aplicação
    • Operações de proteção das culturas – culturais, biológicas, biotécnicas e químicas
    • Caderno de campo
  • Colheita, normalização, embalagem e conservação
  • Programação, organização e orientação das operações e tarefas nas diferentes fases culturais
  • Boas práticas de segurança e saúde no trabalho

Avaliação.

Modalidade de formação

Formação contínua.